O Que É Inteligência Emocional

Hoje muito se fala sobre inteligência emocional. Mas, afinal, o que é inteligência emocional? Esse artigo busca fazer uma síntese sobre o tema, visando ser uma introdução desse tema tão vasto e pertinente nos dias de hoje.

Mas, antes de definirmos o que é inteligência emocional, propriamente dito, precisamos entender o que é emoção.

O Que É Emoção?

Emoção, com certeza, é uma das palavras mais utilizadas no mundo. Porém, o que é emoção? Você seria capaz de definir?

A grande maioria das pessoas compreende emoção como sendo algo que você sente. Mas emoção é um pouco mais complexo que isso.

Sendo assim, emoções são respostas, reflexos, automáticos que nosso cérebro dispara para determinadas situações. São ações que afetam nosso corpo por inteiro.

Dessa forma, algo essencialmente ligado a nossa natureza. Ou seja, algo que não conseguimos controlar. Trata-se de uma resposta independente do nosso corpo a fim de preparar nosso corpo para lidar com situações de perigo, medo, insegurança… Ou até mesmo situações de felicidade, prazer.

Então, afinal, o que é inteligência emocional?

O Que É Inteligência Emocional?

Ao contrário do que se pensa, inteligência emocional não é a capacidade de controlar suas emoções. Até porque, isso não existe!

É impossível para qualquer pessoa controlar diretamente suas emoções. Mas as pessoas são capazes de controlar seus comportamentos.

Então, o que é inteligência emocional? É a capacidade que uma pessoa possui de entender os seus processos emocionais.

Trata-se de entender e saber lidar com o seu perfil emocional.

Ou seja, está intimamente relacionada à habilidades como motivar a si mesmo, mesmo diante de frustrações. Controlar seus impulsos e canalizar suas emoções, adequando-as para as apropriadas situações.

As pessoas possuem perfis emocionais diferentes. Por exemplo, existem aqueles de perfil mais introvertido, além daqueles com perfil mais extrovertido.

Assim, quando você identifica qual o seu perfil, você consegue começar a compreender qual será seu perfil de gestão. Saber, por exemplo, aquilo que te agrada ou não.

Dessa forma, é importante saber mais sobre Gestão de Pessoas: Aprenda os Conceitos e Boas Práticas

Essas são características de sua identidade, muito difíceis de mudar.

Logo, a inteligência emocional é a compreensão de como as emoções ocorrem dentro de nós, além de como elas se manifestam nas pessoas ao nosso redor.

Prosseguindo, trata-se também, de qual a melhor forma de agirmos quando somos postos a determinadas situações. A inteligência emocional é o que nos possibilita agirmos de maneira prudente, evitando ser prejudicial ao ambiente no qual estamos inseridos.

No Ambiente Profissional

Por esses motivos, a inteligência emocional mostra-se cada vez mais importante em processos seletivos e no ambiente de trabalho como um todo. Não basta um candidato com alta inteligência cognitiva e competente em sua função. A capacidade de se relacionar bem com outros indivíduos é de extrema importância, além de fator decisivo na equação final.

Entretanto, as pessoas possuem variados níveis de inteligência emocional.

Por exemplo, uma pessoa com um alto nível de inteligência do ponto de vista cognitivo, desempenha seu trabalho de maneira extremamente eficaz, consegue tomar decisões puramente racionais muito facilmente e possui uma incrível capacidade de planejamento exato. Porém, o seu nível de inteligência emocional é bem baixo. Certamente, essa mesma pessoa tem uma péssima capacidade de identificar suas próprias emoções, além de não identificar as emoções dos outros e usar isso a seu favor. Esse sujeito será perfeito para executar alguns tipos de cargo e muito ruim para outros.

Liderança

Trazendo isso diretamente para o mercado de trabalho em si, é nítido que, as habilidades que a inteligência emocional proporciona, fazem com que o líder entenda a si mesmo (sua personalidade), suas atitudes e emoções. Ademais, nota-se a capacidade de reconhecer as emoções de seus liderados, adaptando a comunicação em relação ao perfil e valor de cada um deles.

Assim, o comprometimento investido em determinada atividade ou função encontra-se diretamente ligado ao nosso nível emocional particular.

Nos dias atuais, é cada vez mais claro que, mesmo pessoas com incríveis aptidões técnicas e intelectuais, começam a perder espaço nas empresas e estão desfavorecidas se não apresentarem um bom nível de inteligência emocional.

Portanto, são cada vez mais valorizados profissionais que mostram-se capazes de perceber, influenciar e compartilhar suas emoções.

Assim, são essas sutis habilidade de observação e capacidade de gerir seu próprio comportamento que fazem certas pessoas se diferenciarem das outras.

Inteligência Emocional, Trabalho e Tecnologias

Porém, a inteligência emocional ainda encontra-se de forma escassa na grande maioria dos ambientes de trabalho. Especialistas apontam que, o uso cada vez mais intenso de tecnologias e o excesso de atividades a serem cumpridas, estão deixando as pessoas sobrecarregadas e isoladas das interações humanas de fato. Fato preocupante que deve ser levado em consideração para a evolução do quociente emocional de cada um de nós.

Então, você sabia que pessoas com altos níveis de inteligência emocional conseguem criar e manter relacionamentos significativos, lidar com as situações difíceis de forma calma e eficiente e são bem mais resilientes frente às adversidades? Por isso, este é um traço indispensável para obter sucesso na carreira. Clique aqui e faça o teste gratuito para medir seu nível de inteligência emocional.

Enfim, esperamos ter conseguido passar brevemente sobre o que é inteligência emocional. Nesse artigo visamos apenas dar um breve panorama sobre o termo.

Faça Parte da Nossa Comunidade

Tenha acesso aos nossos conteúdos exclusivos em primeira
mão e dê um passo adiante no seu desenvolvimento
pessoal e profissional.